top of page
Buscar
  • Foto do escritorfilmescults

UMA LEITORA BEM PARTICULAR | MICHEL DEVILLE | 1988 | FRANÇA


Cena do filme "UMA LEITORA BEM PARTICULAR"


A francesa Miou-Miou é a protagonista do delicioso e picante “Uma Leitora Bem Particular” (França, 1988), filme disponível no streaming À La Carte, dirigido por Michel Deville, com roteiro adaptado de um romance de Raymond Jean. No melhor estilo “história dentro da história”, Miou-Miou interpreta Constance, uma garota que gosta de ler para o namorado na cama. Uma noite, ela começa um romance de Raymond Jean chamado “A Leitora”, cuja personagem principal, Marie, também gosta de ler. A partir daí, a câmera segue Constance/Marie na sua jornada de leitora para os mais diferentes tipos de pessoas, entre elas um menino em uma cadeira de rodas, uma garotinha cuja mãe está ocupada demais para cuidar dela, uma viúva acamada, um empresário com problemas sexuais e um ex-juiz apreciador de contos pornográficos. Os textos escolhidos incluem “O Amante”, de Marguerite Duras; “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll; “Guerra e Paz”, de Tolstói; “Flores do Mal”, de Baudelaire; e trechos de Marquês de Sade, para apimentar as sessões de leitura. Trata-se de uma feliz transição do livro para a tela, realizada por um diretor que todo cinéfilo precisa conhecer. Como afirmou o crítico da Folha Inácio Araújo, “Michel Deville pegou bem o espírito. Partiu da voz para chegar aos gestos, da escrita aos sentidos, da alma ao corpo”. Leia abaixo a resenha escrita por Inácio para a coluna TV Folha.


A leitura e seu corpo

Por Inácio Araujo


Atriz Miou-miou no filme "UMA LEITORA BEM PARTICULAR"


Existe em "Uma Leitora Bem Particular", para começar, a paixão muito francesa pela leitura. É a ela que Miou-Miou se dedica com afinco. Como amadora ou como profissional, fazendo da leitura (para pessoas impossibilitadas por uma ou outra razão) uma profissão. Mas aí entram em cena os livros. Não são coisas mortas, mas entidades misteriosas, que falam da vida, mas ao mesmo tempo criam elos entre as pessoas. Esses elos não são apenas formais, parece dizer o filme: o trânsito de palavras é também o de sentidos, de verdades. Michel Deville pegou bem o espírito. Partiu da voz para chegar aos gestos, da escrita aos sentidos, da alma ao corpo. Miou-Miou, admita-se, ajudou.


UMA LEITORA BEM PARTICULAR (La Lectrice).

França, 1988

98 min

Direção: Michel Deville

Com Miou-Miou, Christian Ruché, Maria Casarès.




468 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page