top of page
Buscar
  • Foto do escritorfilmescults

Perdidos em Paris | França/Bélgica | 2016 | Fiona Gordon e Dominique Abel

Atualizado: 16 de abr. de 2020

A deliciosa comédia “Perdidos em Paris" (França/Bélgica, 2016) foi o segundo filme da dupla de diretores, roteiristas e atores Fiona Gordon e Dominique Abel lançado nos cinemas brasileiros. O filme marca a última atuação da grande atriz francesa Emmanuelle Riva (1927 – 2017), a mesma do clássico "Hiroshima, Meu Amor"(1959), de Alain Resnais. O humor peculiar de "Perdidos em Paris" resgata o estilo de célebres comediantes do passado, como observa o crítico Cássio Starling Carlos, da Folha de S. Paulo: "Nessa tradição de fazer bagunça com elegância, eles evocam antepassados como Max Linder, Jacques Tati e Pierre Étaix". Leia abaixo a crítica completa.



CRÍTICA: 'Perdidos em Paris' retoma humor suave

CÁSSIO STARLING CARLOS

crítico da Folha

O escracho e o grotesco ganharam tanto espaço nas comédias contemporâneas que acabamos esquecendo como sorrir pode ser mais divertido do que gargalhar.

"Perdidos em Paris", novo trabalho da dupla Dominique Abel e Fiona Gordon (de "Rumba"), retoma um tipo de humor suave, baseado num modo irônico de representar as pessoas e as coisas.

Esse retorno à essência da graça visa recuperar o duplo sentido da palavra, o gracioso e o engraçado. O trajeto leva também ao burlesco, tipo de humor feito de desajuste e desencaixe, no qual as ações desencadeiam a desordem progressiva e tornam risível nossa fragilidade.

Tudo começa quando a canadense Fiona (Gordon) recebe devolvida uma carta que enviara a Martha, tia querida que se mudou para Paris há muitos anos. Preocupada, ela embarca para a França levada pelo impulso de repor a ordem.

O motivo da busca logo desencadeia uma série de situações baseadas em desencontros e confusões. E os imprevistos só aumentam quando o acaso reúne a viajante e Dom (Abel), morador de rua adepto da vida no improviso.

As peripécias da dupla exploram as possibilidades físicas do burlesco, valorizadas com seus corpos magricelas e com gestos coreografados que alimentam muitas confusões. Nessa tradição de fazer bagunça com elegância, eles evocam antepassados como Max Linder, Jacques Tati e Pierre Étaix, praticantes de um humor equilibrista, mais irônico que anárquico.

Além da habilidade de complementar a mecânica com a dinâmica e de nos levar a uma Paris sugerida, alheia ao consumo turístico, Gordon e Abel também conquistam ao incorporar outros sentimentos, como a melancolia, ao humor.

Esse conjunto de qualidades ainda ganha um bônus com uma das últimas aparições de Emmanuelle Riva, mito do cinema francês que morreu em janeiro deste ano.

Martha é um daqueles presentes extraviados que o cinema nos entrega, um papel em que a força do olhar e da voz de Riva, impregnados em personagens trágicos, ganha outro sentido. Pimpante e lunática, a atriz envia sinais de sua alegria de viver nesse outro mundo no qual ela nunca morrerá. https://guia.folha.uol.com.br/cinema/2017/07/critica-perdidos-em-paris-retoma-humor-suave.shtml Para assistir ao filme, clique no link abaixo: https://www.belasartesalacarte.com.br/perdidos-em-paris #filmescults #perdidosemparis #streaming

4.746 visualizações8 comentários

Posts recentes

Ver tudo

8 Comments


filmescults
filmescults
Apr 15, 2020

Olá queridos, para acessar e assistir aos filmes entrem no site: www.belasartesalacarte.com.br e cliquem em Assista Agora para se cadastrar! Um catálogo de filmes irá aparecer, pronto, é só escolher o filme e clicar em Assista ao Filme ;).

Like

silvialiver
Apr 15, 2020

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

como acessar?

Like

danieladelmanto
Apr 15, 2020

Como faz para assistir?

Like

erichsenregina
Apr 10, 2020

Leve, inteligente, uma delícia! diria mesmo que genial!

Like

anap.teos
Apr 09, 2020

Ola, desculpa minha ignorancia, onde consigo assistir os filmes?

Like
bottom of page